Branding

Aprenda a usar o marketing cognitivo na estratégia da sua marca!

marketing cognitivo
Scuadra
Escrito por Scuadra

Nos últimos anos, a tecnologia promoveu uma verdadeira revolução na forma como as empresas se relacionam com seus clientes. Antigamente, cada organização produzia seus produtos ou serviços e aguardava que a necessidade de consumo fizesse o seu papel. 

Hoje, ao contrário, as marcas precisam despertar desejos e oferecer um portfólio que seja aderente a cada tipo de perfil de consumidor. E essa é uma das principais vertentes do marketing cognitivo. Saiba mais sobre ele, continue a leitura.

O que é o marketing cognitivo?

A cognição é a capacidade que o ser humano tem de receber, reunir, processar e armazenar informações com as quais têm contato o tempo todo. E mais do que isso: a partir dos dados coletados, tomar decisões importantes para a sua vida.

Ao longo dos anos, as máquinas foram usadas como ferramentas para a análise e processamento de informações. Mas a tecnologia levou os sistemas a um novo patamar. Hoje em dia, os computadores, celulares e tablets trazem a sua própria capacidade cognitiva.

Ou seja, eles entregam para o consumidor os dados já pré processados, diferenciado, de acordo com o perfil de cada usuário. E, com isso, o marketing encontrou um novo espaço para atuar.

Quais seus benefícios?

O marketing cognitivo é um trabalho que traz para as organizações a possibilidade de estudar previamente o perfil da sua base ou do seu público-alvo, para oferecerem soluções que sejam viáveis para cada pessoa.

Por meio de modernas ferramentas e softwares, as empresas aumentam a sua capacidade de entendimento sobre as reações e padrões de comportamento dos consumidores. Com isso, os profissionais de marketing são capazes de ter insights a partir de informações concretas, captadas diretamente do mercado.

Com isso, nascem produtos e serviços personalizados e as ações de marketing passam a ser mais diretas e assertivas.

Como usar o marketing cognitivo em favor da marca?

O marketing cognitivo permite que as marcas mostrem suas caras ao mercado de uma maneira mais eficaz em termos de venda. Isso significa que, a partir da análise de dados, é possível oferecer ao cliente o que ele precisa, como ele precisa e no momento em que ele precisa.

Assim, o processo de marketing cognitivo atinge o consumidor sem que ele esteja efetivamente procurando por uma solução de determinada empresa mesmo que, em algum momento, ele tenha pensado em procurá-la.

A associação cognitiva que ocorre a partir das ações de marketing surge naturalmente na cabeça do cliente. Por exemplo: imagine que você pesquisou por passagens aéreas, porque está pensando em viajar no final do ano.

Essa simples e inocente pesquisa — ainda que não tenha gerado nenhuma venda de passagens — fará com que você seja impactado por ofertas de estadia, traslado e passeios nos locais de destino pelos quais pesquisou. Com preços diferenciados e promoções especiais. Naturalmente, você acabará se interessando pelas ofertas que foram realizadas.

O marketing cognitivo é uma das grandes tendências atuais para a divulgação de marcas e produtos existentes no mercado. E você não pode ficar de fora! Entre em contato com a gente e veja as soluções disponíveis para que a sua empresa tenha cada vez mais sucesso! 

Saiba mais

Sobre o autor

Scuadra

Scuadra

Embalagens personalizadas para empresas que tenham inovação em seu DNA.

Deixar comentário.

Pin It on Pinterest

Share This