Planejamento

Benchmarking competitivo: como e por que fazer?

benchmarking
Scuadra
Escrito por Scuadra

Você não está sozinho no mundo — e nem o seu negócio. Um grande erro cometido por muitas empresas é olhar demais para dentro de si mesmas na hora de buscar soluções, ignorando que o mercado é repleto de cases de sucesso (e de fracasso) com os quais é possível aprender muito. Por isso, o benchmarking competitivo é uma prática essencial para empresas que buscam se diferenciar no mercado e sempre evoluir em processos e resultados.

Em termos bem simples, o benchmarking é o processo de buscar referências nos assuntos relevantes, olhar no mercado as melhores práticas e tentar aprender com elas. Não é apenas um exercício de observação, mas de aprendizado e revisão dos processos internos. Para você que deseja começar a fazer um benchmarking de qualidade ou melhorar o processo na sua empresa, preparamos estas dicas básicas de como utilizar as melhores práticas de mercado em favor do seu negócio:

Por que fazer benchmarking competitivo?

Em primeiro lugar você precisa ter clareza dos motivos que o levam a fazer o benchmarking para que seus objetivos sejam claros. Ou seja, definir especificamente que aspectos do seu negócio você deseja aprimorar, do contrário você não saberá identificar as principais referências no assunto.

Outro risco de não se ter um objetivo claro ao fazer benchmarking competitivo é o de absorver informação demais a respeito das referências escolhidas, o que torna muito difícil de converter o conhecimento em ações relevantes para o seu negócio.

Escolha referências relevantes

Após definir os principais objetivos do seu benchmarking competitivo é chegado o momento mais importante do processo, a escolha das referências a serem analisadas. O primeiro passo é identificar quais empresas são referência naquele assunto no mercado, mas também é importante ficar atento à possibilidade de replicar os conhecimentos à sua empresa. Por isso, dê preferência a modelos de negócio menos específicos, ou seja, com processos mais fáceis de replicar.

É menos comum, mas também existe uma forma de benchmarking competitivo em que você utiliza como referência outras áreas da própria empresa. Especialmente em companhias muito grandes, pode haver muita disparidade na gestão interna das áreas, por isso, seu negócio pode ganhar muito em sinergia e produtividade “sem sair de casa”.

Crie metas de melhoria

Um dos principais erros que as empresas cometem no processo de benchmarking competitivo é o de não mensurar corretamente os retornos obtidos. Por isso é essencial estabelecer metas de desenvolvimento que estejam diretamente relacionadas ao objetivo definido na primeira dica, e acompanhar sua realização periodicamente, podendo corrigir o rumo caso se perceba algum desvio.

O que não se mensura não se gerencia, por isso, não deixe seu benchmarking competitivo sem uma avaliação de desempenho adequada.

Não fique parado!

O benchmarking competitivo deve ser incorporado na empresa como um processo contínuo de avaliação de mercado e melhorias, sempre acompanhado de gerenciamento dos seus resultados. Não deve ser visto apenas como um projeto eventual, mas como uma rotina sempre revista.

O mercado é extremamente dinâmico e a concorrência está a todo momento se reinventando para oferecer novos produtos e serviços, ou para fazê-lo de forma mais rápida e barata. Com um benchmarking competitivo constante e bem-feito, você estará mais preparado para não ficar atrás da concorrência!

Gostou das dicas de hoje? Quer saber mais? Clique aqui

 

Sobre o autor

Scuadra

Scuadra

Embalagens personalizadas para empresas que tenham inovação em seu DNA.

Deixar comentário.

Pin It on Pinterest

Share This