Planejamento

Como funciona a psicologia das cores?

Scuadra
Escrito por Scuadra

Os estudos relacionados à mente humana possuem inúmeras aplicações no marketing. Apesar de trazerem um grande diferencial para as empresas pelo seu poder de persuasão de clientes, muitas empresas não modernizam seus métodos de divulgação e ignoram novas técnicas baseadas nesses estudos. Um deles é a psicologia das cores.

A psicologia das cores busca analisar as sensações provocadas por tonalidades diferentes, demonstrando que cada uma delas possui grande influência no consumo.

Na hora de criar o design dos seus produtos e toda a identidade visual da sua companhia, é muito importante levar todos os detalhes em consideração, e um uso inteligente das cores é fundamental.

Para que você possa usar essa técnica de maneira eficiente, falaremos um pouco sobre psicologia das cores neste post. Confira!

1. Como a teoria das cores funciona?

Segundo o alemão Johann Wolfgang Von Goethe, criador da teoria das cores, a percepção de tons pode ser diferente para cada pessoa, porém, a sensação provocada pelas cores é sempre a mesma. O vermelho, o amarelo e o laranja, por exemplo, provocam excitação e dinamismo, enquanto o azul e o roxo trazem tranquilidade.

A aplicação das cores no design da propaganda, além de seu caráter funcional (é mais fácil ler o preto no branco, por causa do contraste), também busca despertar esses sentimentos nos seus clientes. Lugares mais tranquilos, como spas, usam cores calmas, enquanto casas de festa, por exemplo, utilizam cores mais quentes.

2. O que cada cor significa?

A psicologia das cores é um estudo extenso e está repleta de observações detalhadas sobre os efeitos de cada tonalidade no cérebro humano. Mas, para um contato inicial, uma relação mais prática é suficiente para você utilizar no seu dia a dia profissional. Veja aqui um resumo do significado de cada cor e o sentimento que ela traz:

  • vermelho: paixão, fúria, violência, fome, todo tipo de sensação intensa;

  • laranja: bom humor, energia, equilíbrio;

  • amarelo: alegria, relaxamento, felicidade;

  • verde: cura, perseverança, natureza;

  • azul: contemplação, paz, paciência, emoções mais amenas e leves;

  • roxo: sensualidade, nobreza, mistério, transformação, a cor das descobertas.

3. Como utilizar a psicologia das cores no seu negócio?

Como vamos colocar esse conhecimento em prática? Talvez você possa aprender um pouco com alguns exemplos bem conhecidos do mercado:

A rede de restaurantes McDonald’s e a Coca-Cola são marcas que adotaram o vermelho em suas identidades visuais. Essa cor traz a ideia de dinamismo e intensidade, de que o produto instiga o corpo a trabalhar. Além disso, vermelho é desejo, sede e fome, sensações que aumentam o consumo. Todo o design das embalagens dos alimentos e do ponto de venda colabora para esse resultado.

Por outro lado, Dell, IBM e Facebook são marcas azuis. O azul busca transmitir tranquilidade e confiança. As três empresas, por estarem ligadas à tecnologia, prezam pelo sentimento de segurança de seus clientes, seja entrando em suas lojas, falando com atendentes ou apenas usando seus produtos.

Entendeu como a psicologia das cores influencia o destaque da sua marca? Então agora você já pode utilizar essa técnica de marketing na sua empresa! Gostou do post? Compartilhe com seus amigos nas redes sociais!

Quer saber mais? Acesse nosso site

Sobre o autor

Scuadra

Scuadra

Embalagens personalizadas para empresas que tenham inovação em seu DNA.

Deixar comentário.

Pin It on Pinterest

Share This