Branding

Manual de identidade visual: o que é e como pode ajudar o meu negócio?

Scuadra
Escrito por Scuadra

A sua empresa possui um manual de identidade visual? Se a resposta for não, talvez você precise estudar e entender a importância desse documento para o branding e gestão de marcas da organização.

A ideia é que o manual de identidade visual sirva como uma espécie de guia com normas, especificações e recomendações sobre as formas que um logotipo e demais elementos gráficos de uma marca podem ser aplicados em materiais diversos, sejam no meio físico ou no digital.

Desse modo, sempre que você for desenvolver cartões de visita, folders, flyers, materiais institucionais, embalagens, uniformes para os funcionários, sites, páginas em mídias sociais, entre outras tantas coisas, poderá utilizar o manual para que a aplicação da marca seja feita de maneira correta.

Quais são os itens que devem constar em um manual de identidade visual?

Nos manuais de identidade visual existe uma série de tópicos que devem estar presentes para orientar quem vai aplicar uma marca. Veja quais são os principais:

Introdução

Geralmente, neste tópico são apresentadas algumas informações básicas sobre a identidade visual, como os motivos que levaram a organização a fazer o logotipo de determinada forma e a escolha das cores, por exemplo.

Versões formais da assinatura

É comum que as marcas tenham pelo menos duas versões formais de assinatura, sendo uma na horizontal e outra na vertical. Assim, é possível que o logotipo seja aplicado em diferentes espaços, de diferentes tamanhos.

Cores da assinatura

Neste tópico devem ser apresentadas as cores que podem ser aplicadas à marca. Deve ser utilizada a sua cor padrão, uma variação de cores para aplicação em fundos com cores similares à da marca e uma versão em escala de cinza para impressões em preto e branco.

Dimensões mínimas e máximas do logotipo

Para que o logotipo não fique distorcido ou muito espichado nas aplicações, é importante que o manual de marca tenha um tópico mostrando quais são as suas dimensões mínimas e máximas permitidas.

Cores institucionais

É importante que o manual de identidade visual apresente uma tabela com os códigos das cores utilizadas, nas escalas pantone, RGB e CMYK. Assim, quando alguém for desenvolver uma arte para a empresa, saberá exatamente quais são as cores padrão que devem ser utilizadas.

Tipografia

Assim como as cores, as fontes utilizadas na parte escrita da marca também devem ser discriminadas no manual, de modo que seja seguido um padrão também quando for necessário redigir documentos da empresa.

Restrições de aplicação

Além das regras para aplicação correta da marca, também é comum vermos em manuais de identidade visual os principais erros que podem ser cometidos. Neste tópico podem ser mostrados alguns erros como distorção do logotipo, aplicação em fundos de cores proibidas, uso incorreto das cores ou da tipografia etc.

Conseguiu compreender o que é um manual de identidade visual e como ele pode ser útil para as aplicações gráficas da sua marca? Que tal então nos seguir nas mídias sociais e receber mais informações relevantes como estas? Nós estamos no Facebook e no Twitter.

Acesse nosso site e saiba mais sobre a Scuadra. Clique aqui

Sobre o autor

Scuadra

Scuadra

Embalagens personalizadas para empresas que tenham inovação em seu DNA.

Deixar comentário.

Pin It on Pinterest

Share This